Nossa paróquia

Paróquia de Sant'Ana do Barroso -MG

 

Breve história

Duas citações históricas se referem à criação da paróquia de Sant’Ana, no município de Barroso. A primeira é uma lei provincial nº2086 de 24 de dezembro de 1874, que elevou o antigo arraial à freguesia. A segunda é um documento que registra a criação da paróquia em 17 de janeiro de 1884, por provisão do Arcebispo de Mariana. No entanto, é certo que em 10 de fevereiro de 1884 foi empossado o primeiro pároco da paróquia de Sant’Ana, pe. João José dos Passos Silva.

Desde 1988, quando assumiu a paróquia, o pe. Fábio José Damasceno, atual pároco, vem realizando um trabalho em prol de “uma evangelização mais próxima”, como denomina o próprio padre. “Quando eu assumi, tudo era muito centralizado na Matriz. Então, começamos um trabalho com a comunidade, de construção de identidade para descentralização. Criamos o que o Documento de Santo Domingos chama de Rede de Comunidades. Isso propiciou a geração de lideranças leigas, o que acabou fortalecendo às próprias pastorais”, conta pe. Fábio. Hoje, estão em atividade 26 pastorais e movimentos.

Atualmente, a paróquia já dispõe de um Centro de Evangelização Sant’Ana (Cesan), onde são realizados encontros, reuniões, retiros, catequeses, etc. Possui uma escola de ensino fundamental e médio – o Colégio São José. Realiza um trabalho de acompanhamento do hospital e asilo da cidade junto ao Instituto Nossa Senhora do Carmo, além de administrar o cemitério do município. “É uma paróquia especial, de vanguarda. Com trabalhos em que os leigos são realmente valorizados. Eles assumem, levam a sério e se dedicam à comunidade”, conclui pe. Fábio.

 

Missas na Matriz:

- Quarta a sexta, às 18h50 e aos domingos, às 7h30, 10h30 e 19h.

Endereço:

Praça Gustavo Meireles, 08

CEP.: 36212-000    Barroso/MG

Tel./Fax.: (32) 3351-1213

 

              Senhora Sant'Ana - Padroeira de Barroso-MG

                                    

 

 

Mais  Fotos da   Paróquia  do Facebook  Curto a Memória de Barroso


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte do Texto: http://www.diocesedesaojoaodelrei.com.br/